A aventura de ser mãe nos dias de hoje!


ALERGIA OU INTOLERÂNCIA À LACTOSE, QUAL A DIFERENÇA?

29/04/2013 23:47

             

 

                       Quando o Matheus tinha 1 ano eu introduzi o leite de vaca (integral), ele adorava iogurte, vitaminas (com abacate era a preferida) e o café da manhã era sopinha de leite com bolacha....enfim, a dieta dele era a base de leite.

                Depois que ele completou 1 ano e dois meses começou a apresentar uma série de doenças respiratórias e sempre tinha febre muito alta (passava de 39 graus), eu ficava desesperada. Acabava um ciclo do antibiótico passava uns dias e começava tudo de novo. Então, o auge foi no dia da festinha de 2 anos, ele acordou com 39,5 graus de febre, fiquei horas com ele embaixo do chuveiro, falei para o Neto ir receber os convidados e que se ele melhorasse eu levaria ele na festa (graças a Deus que na hora da festa ele melhorou e curtiu muito a sua festinha).

                Resolvi naquela tarde que iria para Curitiba descobrir o que ele tinha, então chegamos à Curitiba procuramos um pediatra com referências, ele internou o Matheus por 5 dias (No Hospital Pequeno Príncipe), revirou ele de cabeça pra baixo e então veio o diagnóstico: ALERGIA AO LEITE DE VACA.

 

 

                Fiquei meio confusa, não sabia nada sobre essa alergia, então o médico cortou todo alimento que continha leite de vaca, o Matheus começou a tomar leite de soja e teve que se adaptar a vida nova.

 

 

                Em um mês já se via resultados, ele começou a falar mais que o homem da cobra e raramente ficava doente. Aos 3 anos começamos a introduzir lentamente o leite de vaca e hoje esta totalmente curado!

 

LEITES SEM LACTOSE

 

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE INTOLERÂNCIA À LACTOSE E ALERGIA AO LEITE DE VACA?

 

                Essas duas patologias, são frequentemente confundidas pelo fato de ter um alimento causador em comum: o leite, mas são bem diferentes entre si e ambas necessitam de acompanhamento médico e nutricional.

                A Intolerância à lactose ocorre porque o organismo não produz ou produz pouca quantidade da enzima lactase, responsável pela digestão da lactose. A falta dessa enzima favorece o acúmulo da lactose no intestino, onde atrai água, ocorre fermentação por bactérias, provocando diarréia, gases, cólicas e distensão abdominal. Pode ser genética ou surgir em outras situações, como após quimioterapia, radioterapia, doenças gastrintestinais, entre outras. Neste segundo caso pode ser transitória ou não. Geralmente quando persiste, tende a piorar com a idade.

                A Alergia ao leite de vaca ou alergia à proteína do leite, como é conhecida por muitos ocorre pela presença de algumas proteínas do leite que são identificadas pelo nosso sistema imunológico como um agente agressor, desencadeando vários sintomas desagradáveis, como: diarréia, gases, cólicas, distensão abdominal, lesões na pele, dificuldade de respirar, pequeno sangramento intestinal, entre outros. Ocorre mais agressivamente nos primeiros anos de vida, principalmente na transição do leite materno para o leite de vaca em bebês menores de 6 meses de vida. Os sintomas tendem a diminuir com passar dos anos.

                Se ocorrerem sintomas como os descritos acima é importante procurar ajuda e diagnosticar rapidamente para que se inicie o tratamento correto, pois na intolerância é necessário excluir ou ingerir baixa quantidade de alimentos que contenham lactose (depende o grau de intolerância), já na alergia ao leite de vaca é excluída a ingestão de qualquer proteína do leite ou alimentos que contenham frações desta para evitar o desencadeamento do processo alérgico. 

Fonte: Site Sem lactose

 

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!