A aventura de ser mãe nos dias de hoje!


Meu filho não quer comer, e agora?

25/02/2013 22:01

 

                A alimentação dos bebês é uma coisa que me agrada muito, me divirto com aquela bagunça, comida para todo lado. Mas é assim brincando e provando que eles aprendem a comer!

                O ARTHUR iniciou as frutas aos 5 meses, foi bem diferente dos outros 2 filhos, quando começou a comer fazia muita ânsia e por muitas vezes travava a boca, era até engraçado. Com o passar dos dias ele foi gostando mais, percebo que pra ele a maior dificuldade não esta no gosto e sim na textura dos alimentos, pois suco ele toma de qualquer sabor (sem açúcar, quando a fruta é um pouco mais azeda coloco um pedaço de banana e bato com o suco).

                Após a segunda cirurgia comecei introduzir a papinha salgada, confesso que fiquei um pouco frustrada, pois não comia nem uma colher. Muito diferente dos outros dois, como cada criança é diferente da outra! Então resolvi bater bem ralinho e não é que deu certo! Ele come quase toda sopinha que eu ofereço e logo após a refeição ele gosta de tomar água.

 

Arthur

 

                Com o tempo vou engrossando a sopa até que ele consiga comer com pedaços!

 

 

 

                        Não podemos desistir, temos que ir tentando de vários modos, algum vai se encaixar no seu filho. Com o tempo adquiri algumas práticas para a comida dos bebês. Uma delas é o feijão, é muito difícil cozinha-lo todos os dias, ainda aquele pouquinho. Então cozinho uma quantia de feijão, tempero com alho (não coloca nada de sal, devido à doença dele) e depois bato no liquidificador e coloco aquele caldo grosso em formas de gelo. È muito simples um cubo de gelo por refeição e conforme a criança vai crescendo, aumenta o numero de cubos de gelo.

 

Simples e prático!

 

                Já as papinhas eu gosto de introduzir um legume por dia e no terceiro dia eu junto os dois, dessa forma a criança vai estimulando o paladar! Modo que eu faço: um pouco de azeite de oliva, frito a cebola, alho e alho poro, depois coloco a carne (deixa ela dourar), depois os legumes e a água. Depois de pronta  bato os legumes com um pouco do caldo, um pedaço pequeno da carne e o cubo de feijão já descongelado.        

                Um exemplo:

 

Carne + batata + feijão

 

Frango + cenoura + feijão

 

Carne + batata + cenoura + feijão 

 

                Até os 9 meses eu uso vários tipos de carnes vermelhas (para apurar o paladar) e o frango, depois dos 9 meses já começo a introduzir o peixe. No lugar do feijão também se pode colocar a lentilha. Os legumes você pode variar sempre, e o carboidrato também é muito importante (fonte de energia), ele esta presente na batata, arroz, macarrão. Exemplo:

 

Frango + macarrão cabelo de anjo + abobrinha

 

                Como o Arthur já tem dentinho e vive coçando a gengiva, eu dou pra ele pedaços de carne (eu passo a carne só no azeite, a intenção é que ela fique firme e não macia) e dou na mãozinha pra ele chupar, é uma festa! Sempre tem que ter um adulto perto para ficar de olho caso engula algum pedacinho da carne.

 

                Existem vários tipos de pratos e colheres no mercado, eu prefiro as colheres de silicone!

 

 

                Essa é a minha experiência, o pediatra sempre vai orienta-los quanto a alimentação do seu bebê!

                Esse artigo foi escrito em homenagem a Karina (uma pessoa muito querida) e a sua filhinha linda Guilhermina.

 

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!